Biosul - Associação dos Produtores de Bioenergia do Mato Grosso do Sul Biosul - Associação dos Produtores de Bioenergia do Mato Grosso do Sul

Bioenergia

Bioeletricidade

A geração de energia por parte do reaproveitamento do bagaço da cana-de-açúcar, que nos anos 80 era comum apenas nas próprias unidades de produção de etanol, hoje em dia é uma opção econômica para todo o País. Devido à melhora da tecnologia empregada, o sistema de distribuição de energia tornou-se uma realidade para o uso doméstico e industrial. Em 2010, Mato Grosso do Sul exportou 700 GWe/H, que corresponde a 20% o consumo do Estado. Hoje MS exporta mais que o consumo residencial do Estado.

Como nos outros aspectos dos derivados da cana-de-açúcar, aqui lidamos com uma opção ambientalmente correta e sustentável, e a indústria sucroenergética já exibe a vantagem de ser auto-suficiente em termos de energia usando o bagaço, resíduo da sua produção, como matéria-prima.

Com suas instalações modernas implantadas, o Mato Grosso do Sul pode operar com alta eficiência e baixos custos operacionais na geração de energia. Sua produção pode ser escoada para outros Estados por linhas de transmissão que já estão sendo criadas.

Atualmente o pico de utilização da bioeletricidade acontece na seca dos reservatórios das hidrelétricas, o que demonstra o benefício que este produto pode trazer com uma aplicação mais estendida. Este potencial, inclusive, pode ajudar o Brasil a alcançar a segurança energética e a expandir a oferta de energia compatível com o desenvolvimento.